Menu

22 de nov de 2016

Gilmore Girls - A Year In The Life (expectativas e divagações sobre o revival mais aguardado da vida)

“ONCE A GILMORE, ALWAYS A GILMORE”




Eu já até contei sobre minha paixão por essa série em outro post aqui do blog, mas claro que não podíamos deixar de falar exclusivamente de Gilmore Girls, afinal, no final de semana estreia o tão aguardado revival (vocês também estão ansiosos?). Na verdade, ainda não terminei a série inteira, estou em algum ponto entre os dez últimos episódios da sétima temporada, que devo dizer, me parece bem confusa, mas não de um jeito totalmente ruim.


(AS FOTOS DESTE POST FORAM FEITAS COM APENAS UM DOS QUATRO PÔSTERES DO REVIVAL, PORQUE É O MEU FAVORITO. BEIJOS!)



Assistir GG não estava exatamente em meus planos de série, mas a curiosidade foi maior e eu quis saber o que todo mundo achava de tão legal na produção, e digo para vocês, eu pelo menos amo como a série me faz pensar sobre a minha própria vida e o meu relacionamento com minha família e meus amigos. E obviamente que quero saber algumas coisinhas que provavelmente esse “evento em quatro partes” pode responder.






Já li algumas críticas por aí, e disseram que algumas participações mais que especiais podem aparecer, já quero saber quem são! Além disso, sinto um pouquinho de falta de Dean, e vocês que me desculpem, mas ele foi o melhor namorado de Rory, em minha opinião. E já que estamos falando de namorados de Lorelai Gilmore número dois, a ideia de ter Jess de volta só para admirá-lo é muito animadora, viu?! Mas e Logan? Pelo trailer deu pra ter uma noção de que ele está em Londres, mas como ele e Rory se encontrarão? Fica aí o questionamento!

Se Rory está lidando com a falta de raízes e calcinhas, como Lorelai número um está lidando com o seu relacionamento com Luke? E April, como foi crescer ao lado de uma Gilmore? Deve ter sido legal e falante e animado, não é?! E tem Emily, e a forma como – e isso percebemos pelo trailer – ela está lidando com a morte do marido, e ouvi até comentando por aí que a performance de Kelly Bishop este bem digna de Emmy, o que deixa tudo mais animando ainda!





E temos que considerar Lane e seus gêmeos, como eles cresceram com uma vó como a senhora Kim e pais rockstars? Eita, é muita coisa pra gente descobrir!




É claro que também a vontade de rever Stars Hollow e suas personalidades também é grande. Como já disse, eu não cheguei ao fim de tudo, mas já dá uma saudadinha das assembleias (que também estarão no revival) e das confusões que acontecem nela ou a partir dela. Ah, e gente, como Kirk foi parar nos jantares de sexta das Gilmore? Tá aí outra coisa que eu, particularmente, estou com vontade de saber como estão funcionando depois da morte de Richard, os jantares de sexta. E por que Luke não está neles? Huh?

Essa vai ser uma oportunidade e tanto de rever Melissa McCarthy com toda a alegria e graça de Sookie, Michel e seu sotaque característico (e o humor também) e principalmente Paris Geller, que, aliás, parecia estar em Chilton por algum motivo que queremos descobrir!




Mas, a ideia de trazer de volta essa série tão icônica dos anos 2000 é absolutamente maravilhosa. E concordo plenamente com o que o interprete de Luke (Scott Patterson) disse eu uma entrevista, que por ele poderia ter uma volta da série a cada ano. Apoio, apoio muito!

Foto: Divulgação

Talvez eu não saiba – exatamente – o que dizer sobre as minhas expectativas para essa volta, mas garanto que vou surtar e muito com tudo o que acontecer, e depois volto aqui para dizer o quão bom esse reencontro foi. Combinado? Combinado! 









Nenhum comentário :

Postar um comentário

© Não retire os créditos - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Vanessa Neves e Jaque Design | Tecnologia do Blogger .