Menu

13 de jun de 2016

LISTA: 12 Casais Surtáveis da Ficção




O dia dos namorados espalha coraçõeszinhos por aí. Seja nas vitrines das lojas, nas pautas apaixonadas exibidas na TV, nas fotos e declarações nas redes sociais, ou simplesmente nos presentes e afetos com o seu crush mais querido. Feliz Dia dos Namorados. Mas, para você bom seriador, leitor, otaku ou amante de boas ficções, não adianta negar! Você também já teve um casal pelo qual babar, torcer e defender com todas suas forças. Você já foi ou será um shipper (torcer por um casal)! 

E eu como boa shipper, daquelas que já entrou em confusão em comunidades no Orkut, já fez camisa com imagens dos meus amorzinhos, tem o plano de fundo do celular e computador com eles, sabe todas as falas e chora lendo fanfic e vendo fan-vídeo, vou comemorar esse dia dos amantes trazendo uma lista dos meus shipps mais queridos. Por que não tem coisa mais gostosa que curtir uma boa história de amor na telinha, que nos inspire e faz acreditar no romantismo, mesmo que seja só nas linhas da ficção.

12 – Casais de Novelas – Quem Nunca?


Antes de entrar no mundo nerd ou seriador, grande parte de nós teve um pezinho na dramaturgia da TV brasileira. Afinal aquela TV ligada horas a fio, aquela novela que sua mãe ou vó acompanhava e aí “tchan” aparece aquele casal que não tem como não gostar? Meu primeiro casal de novela foi a Aninha e o Danilo de Chocolate com Pimenta. AMAVA. E depois vamos para Malhação 2004 com Letícia e Gustavo? E Edgar e Marcela em Ti Ti Ti? Até ficar toda bobinha com Doralice e Príncipe Felipe em Cordel Encantado. E Carneirinho e Félix em Amor à Vida? Aposto que estou esquecendo algum. Mas esses casais água com açúcar já adoçaram nossas noites, sim!


11 – Kala e Wolfgang (Sense 8)




Uma indiana rodeada por alguns conflitos culturais. Um ladrão, largado da vida, nada regatado e do lar. Aí os mundinhos totalmente diferentes deles se esbarram numa surpresa de sensações. Aí vem o ladrão trazer uma animação (e a tromba) para a vida da indiana. E a indiana trazer um pouco de amenidade para a vida bagunçada do ladrão. Ai, gente. Eles são muito fofinhos. Porque são tão diferentes, mas se sintonizam tão bem juntos, um é um escape bom para o outro enquanto estão passando por momentos difíceis. E a gente pode dizer, sem rodeios e com respaldo da série, que eles são um só.

“I would say that word miracle sounds particularly appropriate.”

10 – Olicity (Arrow)




Não me xinguem. Eu sei que o Oliver na HQ é da Laurel. Eu sei que Olicity virou novela mexicana. Eu sei que Olicity desvirtuou a série. Mas antes disso tudo, eu acho que eles merecem um espacinho, pelo menos para a época em que eu shippava. E essa época foi lá no iniciozinho até o fim da segunda temporada. Quando Felicity era aquela personagem favorita, atrapalhada, inconveniente, nerdzinha superior. Em oposição aquele Oliver série e chato. Ele era o corpo e ela a cabeça, como diria miga Bia.  Eu amava os momentos deles juntos em que Felicity quebrava o clima com suas frases de duplo sentido e de alguma forma aquilo chamava atenção do Oliver. Como a Felicity sempre estava ali para o Arqueiro, para incentivá-lo, para ser a única garota do time. Pena que o casal virou um drama cheio de mimimi. Tragam meu shipp fofo da Segunda temporada de novo.



“I was just... used to being your girl. I mean, not your girl-girl. Your girl. I know its sounds like the same word, but it means something different in my head."

"You will always be my girl, Felicity"


 
9 – Charah (Chuck)



Quem não ama um duo em série policial? Ou quase policial. Chuck, um nerd atrapalhado. Sarah, uma agente da CIA. O nerd carrega um computador com dados sigiloso na mente e a agente tem que cuidar dele. Depois ele vira agente também e o resto é só confusão. O importante é que esse shipp é daqueles que passa por mil situações loucas,  engraçadas, alguns segredos, mas que é puro amor de ver juntos.
"Sarah, do you love me?"
“Chuck, I fell for you a long, long time ago...after you fix my phone and before you start defusing bombs with computer viruses...so...yes...yes!"

8 – Rony e Hermine (Harry Potter)



Rony e Hermione são aqueles amigos que se gostam um monte, mas nunca têm coragem pra admitir. Que atire a primeira pedra aquele potterhead que não aguardou ansiosamente o dia em que eles iam ficar juntos. Sobre os dois, não tem nada mais emocionante que o beijo deles na câmara secreta em As Relíquias da Morte Parte 2, mas, vamos combinar, que é só o fato deles serem amigos já é uma coisa bem incrível, aliás, acho que é isso que fez o amor deles passar por todos os problemas. Ai, ai! (By Gabi)



"(...) And I Heard it. A voice... Your voice, Hermione. You said my nome. Just my name. Like a whisper. And I knew it was going to take me where I needed to go."






7- Monandler (Friends)


Chandler e Mônica
são, literalmente, friends! Mônica sempre foi minha personagem favorita, acho que porque me identifico com o jeitinho competitivo dela (hue), mas nunca pensei que ela pudesse ter um par romântico a altura, até que Monandler aconteceu. O mais incrível de tudo é que eles já era amigos antes e se conheciam bem, construíram uma relação baseada na amizade, descobriram o lado bom e o ruim de cada um antes de saberem que se amavam, e quando perceberam o sentimento, as coisas foram mais fáceis (e suuuper engraçadas, afinal quem não se lembra de quando Phoebe descobriu sobre os dois?!). Eles se casaram, mas nunca perderam a essência e a áurea da amizade. Apesar dos outros casais fofinhos de Friends, Monandler é o mais cremolícia! Fim! (by Gabi)




"Sorry. You're not easygoing but you're passionate and that's good. And when you get upset about the little things, I think I'm pretty good at making you feel better about it."






7 – Outlaw Queen (Once Upon A Time)


  
Vamos combinar que Regina é o tipo de personagem que não precisa de macho para a gente amar fortemente. A Evil Queen é uma explosão de personalidades e sentimentos e num dos momentos de maior evolução dela na série, quando ela finalmente deu uma chance a ter um laço com sua maior inimiga, e lutar pelo seu Happy End, ela enconrou o ladrão do Robin. E se deu uma chance de tentar. Já era muito amor eles na floresta encantada se engalfinhando. Aí quando veio o plot dele ser o novo “true love”, eu só shippava mais. Robin fez parte da nova Regina, da nova história dela. E o que nossa Rainha mais merece é ser feliz. 


" You can't steal something that's been given to you".
 


6- Leia e Han (Star Wars)




A princesa e o cafajeste. Casal que  implica parece que tem um “quê” a mais. E dos três casais de Star Wars pelos quais shippar, digamos que esse clássico é o mais divertido. Han não sabia se matava ou se apaixonava por ela. Advinha? Se apaixonou. E por mais que a “altezíssima” negasse, ela se apaixonava igualmente. E nessa eles se implicavam, se provocavam, se beijavam. Minha dor apenas foi saber que depois de tantos anos, meu shipp não estava mais juntos. E a coisa acabou assim... complicada. Já imagino mil situações que aconteceram nesses anos difíceis da família Solo nos 30 anos que ficamos afastados do casal nas telonas. Mas uma coisa é certa: Eles se amam e a gente sabe.


“I Love you.”

“I know”
  
 
4 – Delena (The Vampire Diaries)









Damon e Elena é Delena por causa de Damon, convenhamos. Eu sou muito derretida por como esse ship transforma meu irmão Salvatore favorito. O Amor Épico era de Stefan e Elena. Aí Damon em toda sua sagacidade invadiu a vida de Elena e a fez ela questionar toda essa história de destino traçado. Eu já shippava esses dois antes daquele beijo maravilho com Katharine - mais que para Damon era Eelena e para mim a cena também é toda do ship. O lado bom que Elena desperta nele já me fez persistir nessa série sempre que eu pensava em largar.  Mas aí nos perguntamos o que Damon Salvatore é sem Elena Gilbert? 



"Or maybe with a little luck, I'll do right by you. Because you may be a thousand miles away or a hundred years away, but you're still here with me and my heart is right there in that coffin with you. Until you come back to me."



3 – Everllark (The Hunger Games)



Eu sempre estarei pronta para brigar por Katniss e Peeta. Problematizam por aí, que Katniss ficou com o Peeta no final porque não tinha opção. Por favor, gente. Qualquer um que acompanhou todas as dores da garota em chamas naqueles seus três anos de loucura sabe que a esperança dela, aquele que poderia trazer um pouco de amenidade em meio a tanto horror era o Peeta. No Jogos Vorazes, foi o Peeta que estava ali do lado, foi o garoto do pão que só e apenas podia entender tudo que ela passou na Arena. É engraçado, porque justamente o casal que era fake, os Amantes Desafortunados trabalhado apenas nas aparências midiáticas, acaba sendo o mais verdadeiro, sendo a pontinha de sanidade que ambos precisavam.

“So after, when he whispers, ‘You love me. Real or not real?’ I tell him, ‘real’.”  

2- SasuSaku (Naruto)




Sasuke e Sakura me apresentaram ao mundo dos Shipps. Foram sete anos esperando esses dois, perdendo as esperanças, na espera de um milagre, sofrendo... Sasuke é aquele tipo de personagem frio, que logo perdeu sua humanidade em busca de uma vingança. Mas antes disso ele criou laços que no fundo ainda acendia seu lado bom e Sakura faz parte dele. Eu já tive muitos momentos baixos com esse casal porque chegou um nível de maldade do Sasuke que afetou diretamente a Sakura (e o time 7 em geral). Mas o Sasuke teve sua redenção e ele escolheu “aquela que preenchia sua vazia existência” para reconstruir sua vida. Sasuke pode até ter seus momentos fechados e ser aquele personagem difícil de demostrar sentimentos, mas convenhamos, que a Sakura faz parte dessa pequena exceção, sim e taí Sarada e vários momentos no clássico para provar isso.

“Sakura, arigatou”



1-      Caskett (Castle)










Não dá para falar de Rick Castle sem pensar em Kate Beckett. Não dá para cogitar Kate Beckett sem Castle. Eles são simplesmente Caskett e não tem casal mais uno que esses dois. Como ying e yang, eles se completam. Ela é a séria, badass, racional. O outro é uma figura, viajado e hiperativo. E juntos eles tem o melhor dos ingredientes: Química. Eles teorizam juntos, completam um a frase do outro, tem uma sincronia fora do comum. E se olham de uma forma, que só aqueles pares de olhos verdes e azuis sabem.  Eles mudaram a rotina do outro. Eles se inspiram mutualmente. Um é forte quando o outro fraqueja. Foi lindo acompanhar casa implicância de Kate para Rick no início. Cada teoria. Cada vez que Castle se metia quando não era chamado. Foi lindo se frustrar com os desencontros desses dois. Com as chances perdidas de dizerem o que sentiam. Foi lindo vê-los esperando seus tempos. E se entregando juntos. Foi lindo viver com meus dois mozões, o escritor e sua musa, combatendo o crime. Always.

 
“Beckett, what you want?
You. I just want you.”

Eu sei que esse gif foi a mais, porém seria pecado deixar ele de fora.
Se eu pudesse eu tatuava esse gif.

     -
E vocês? Quais são suas histórias de amor e shipps?










Nenhum comentário :

Postar um comentário

© Não retire os créditos - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Vanessa Neves e Jaque Design | Tecnologia do Blogger .